Free Web Hosting Provider - Web Hosting - E-commerce - High Speed Internet - Free Web Page
Search the Web

Resfriado

Resfriado

 

Página Inicial Español English site Mapa do Site Procurar no Site

O Gatil
Foto-Show
O Guia do Gato
Saúde
Comportamento
Nossas Raças
Egyptian Mau
SINGAPURAS
Cornish Rex
Orientais SH
Siamês
Álbum de Fotos1
Links Favoritos
Livro de Visitas
Veja o Livro

 

"O Gato foi criado com o espirro do leão." Provérbio Árabe 

Quando seu gato espirra...

Uma infecção das vias aéreas superiores de seu gato não é algo para se levar na brincadeira. Poucas pessoas visitariam seu médico em decorrência de um resfriado, até porque, para nós uma gripe não dura mais do que uma semana. Mas se seu gato começa a espirrar , tossir e olha para você com seus olhos aquosos, você deverá levá-lo ao seu veterinário urgentemente. 

 

Sintomas
Diagnóstico
Tratamento
Prevenção

 

Sintomas

Ainda que estes sintomas possam ser em decorrência de uma reação alérgica (pó, pólen, ervas), as causas mais importantes do olho aquoso e a descarga do nariz são vírus. Dois destes vírus, herpesvirus felino e calicivirus felino, são responsáveis pela maioria das infecções que afetam as vias aéreas superiores. Estes dois virus são específicos dos gatos; nem você ou um cachorro tem o risco de se contagiar.

  Desafortunadamente, uma vez que um gato se infecte com herpesvirus felino (muitas vezes os filhotes adquirem de sua mãe), o virus permanece no tecido nervoso da boca, nariz e nos olhos para toda a vida. 

Os sinais da doença se manifestam quando o virus começa a invadir as membranas mucosas da boca, nariz e olhos. Estes surtos são mais comuns quando o animal é muito jovem ou está estressado. Em casos severos de herpes, os olhos podem inchar ocasionando úlceras na córnea podendo até ocasionar a ruptura da mesma. O Calicivirus também é transmitido da mãe ao filhote ou entre gatos com o líquido infectado do nariz, olhos, boca e as fezes. Esta infecção pode ser transitória ou crônica. 

Os sintomas mais comuns incluem corrimento claro e aquoso dos olhos e nariz; gengivite (inflamação da gengiva); inchaço e úlceras na lingua e na parte posterior da boca e febre. Alguns gatos ficam prostrados embora este sintoma desaparece em aproximadamente uma semana. Três bactérias também podem causar sintomas respiratórios ou podem atuar junto com os virus e, estas são Mycoplasma, Chlamydia e Bordetella (tosse canina). Geralmente os gatos com mycoplasma ou chlamydia tem abundante descarga de mucosidade grossa e de cor enverdeada. O quadro pode se complicar mais com a possibilidade de uma infecção bacteriana secundária, frequentemente causada por bactérias oportunistas. 

Uma cena comum são os gatos contaminados com o virus mostrarem uma descarga aquosa clara dos olhos, e desenvolver alguns dias mais tarde uma descarga enverdeada devido a infecção bacteriana. Se o gato se trata com antibióticos você verá o desaparecimento da mucosidade permanecendo a descarga aquosa, sinal da existência do virus.

Voltar ao Índice

 

Diagnóstico

Normalmente o veterinário na sua tentativa de diagnosticar um problema respiratório irá perguntar ao proprietário primeiro sobre a consistência e cor da mucosidade e depois se o gato tem apresentado outros sintomas tais como tosse, letargia, febre ou depressão. Também perguntará pelo histórico da doença. Obviamente que os sintomas surgidos em coincidência da mudança das estações do ano sugerem alergias. Se o tratamento com antibióticos melhorou mas não eliminou o problema, há suspeita de um virus com uma infecção bacteriana secundária. 

Outra possibilidade: a vacina tríplice (Eclipse 3) pode desencadear em alguns gatos sintomas leves da doença. O veterinário deverá verificar se o gato foi vacinado mais ou menos 10 dias atrás. Depois de um exame e da história completa o veterinário poderá pedir exames de laboratório ou formular um tratamento de acordo com os sintomas apresentados.

Voltar ao Índice

 

 

Tratamento

Geralmente um gato adulto com sintomas suaves de calicivirus ou sintomas agudos de herpesvirus conseguirá derrotar o agente infeccioso por si mesmo através de seu próprio sistema imunológico especialmente se você dedicar a ele amor e atenção. 

Você pode encorajar seu gato, por exemplo, a continuar comendo e bebendo normalmente oferecendo-lhe água fresca e comida levemente morna para que solte o aroma. Se seu gato se desidratar, parar de comer, desenvolver uma febre ou adquirir uma infecção bacteriana secundária, ele poderá necessitar de liquido administrado por seu veterinário por via sub-cutânea ou intravenosa, também poderá vir a necessitar de estimulantes de apetite ou antibióticos. Contudo seu sistema imunológico deverá derrotar a infecção por calicivirus ( como você provavelmente sabe os antibióticos podem combater bactérias mas não virus). 

Existem algumas drogas para tratar herpesvirus mas o acyclovir ( um medicamento de anti-herpes para os seres humanos) não funciona em herpes de gatos. As pomadas de anti-herpes para os olhos podem ajudar a amenizar os sintomas, mas é necessário administrá-lo com freqüência ( a cada 2 horas) - quanto mais vezes for colocado é melhor. As infecções bacterianas respondem aos antibióticos tópicos colocados diretamente sobre o olho ou aqueles administrados por via oral. Se a bactéria for resistente ao antibiótico, seu veterinário pode precisar fazer uma cultura e determinar qual dos antibióticos atuam de maneira mais eficaz. 

Também, as infecções severas do entupimento do nariz poderão ser difíceis de tratar. Quando um gato tem  o nariz tapado ele perde o sentido do olfato ( sentido este intimamente ligado ao apetite nos felinos); seu veterinário pode prescrever um antihistamínico que seja seguro para administração em gatos ( embora nem todos os veterinários concordam com esta prescrição). 

Existem várias pomadas antibióticas para os olhos. Algumas contêm a tetraciclina que é boa para o tratamento da mycoplasma e chlamydia embora possam irritar ainda mais os olhos. As pomadas que  contêm esteróides devem ser usadas com extrema precaução, porque se um gato esta incubando herpesvirus, os esteróides poderão interferir com os esforços do sistema imunológico para derrotar o virus. Por outra parte, se o problema tiver um componente alérgico, o esteróide pode ajudar. 

Não importa qual a causa do resfriado ou o tratamento usado, não espere curas rápidas e milagrosas. A recuperação pode demorar semanas e até alguns meses. Isto faz especialmente importante a sua estreita colaboração com um veterinário que você confie e que conheça bem você e seu gato.

Voltar ao Índice

 

 

Prevenção

O método tradicional de prevenir uma infecção respiratória é mantendo em dia o programa de vacinação de seu gato. Considere que a vacina não é 100% eficaz em prevenir estas doenças embora um gato vacinado irá desenvolver sintomas mais leves. 

Em grupos grandes de gatos, por exemplo, é recomendável o uso de vacinas de virus mortos. Se for utilizado a vacina de virus vivos modificada, o grupo todo poderá ter espirros e descargas nasais aproximadamente 10 dias após a vacinação. 

Se você tem vários gatos em casa, isole qualquer um que apresente sintomas, tente manter o ambiente ventilado e limpe frequentemente com desinfetante tais como água sanitária diluida em água. 

Finalmente, observe algumas medidas básicas para a saúde de seu gato: não o exponha a fumaça de cigarro, ofereça sempre alimento de alta qualidade e água fresca e consulte seu veterinário diante de qualquer mudança no comportamento de seu gato ou na suspeita de alguma doença.

Voltar ao início da página

Índice da seção ] [ Resfriado ] Parasitas ] Vermifugação ] El Gato Geriatrico ] Síndrome Urológica Felina ]

Procura automática: Para procurar um determinado texto no nosso site ingresse com sua busca na caixa ao lado e aperte o botão ao lado. Ou visite o MAPA DO SITE


NOSSO TELEFONE: (XX-51) 3248 6336 (Porto Alegre - RS)